in

Divisão celular: saiba sobre mudanças microscópicas

A célula é a unidade mínima da vida. Para estudá-la, é preciso um microscópio. Salvo raras exceções, as células são diminutas. A divisão celular vem no contexto dos temas mais cobrados em avaliações.

Mas sua forma é muito variada: algumas são esféricas, outras são prismáticas e há algumas com forma cilíndrica.

E também o tamanho das células é também muito variável. Uma bactéria pode medir de 1 a 2 micrômetros, ao passo que uma célula nervosa de baleia mede vários metros.

Porém não vamos adentrar aqui no tema dos tipos de células: procarióticas e eucarióticas. Mas esse também é um conteúdo bastante presente nos vestibulares.

Há ainda a observação das células especializadas no corpo humano, os glóbulos vermelhos, brancos, as células musculares, os neurônios ou células nervosas.

Saiba agora sobre a teoria celular

Em meados do século XIX, Matthias Schleiden e Theodor Schwann desenvolveram trabalhos a respeito da estrutura microscópica das plantas e dos animais. Eles concluíram que todos os seres eram formados por células. Surgiu então a teoria celular, que tinha os seguintes princípios:

  • Todos os seres vivos são constituídos por uma ou mais células; ou seja, a célula é a unidade morfológica de todos os seres vivos;
  • A célula é capaz de realizar todos os processos necessários para permanecer com vida; ou seja, a célula é a unidade fisiológica dos organismos;
  • Toda célula provém de outra célula;

Nesse sentido a célula contém toda a informação sobre a síntese de sua estrutura e o controle de seu funcionamento.

Portanto é capaz de transmiti-la a seus descendentes; ou seja, a célula é a unidade genética autônoma dos seres vivos.

Como ocorre a reprodução celular

Nos organismos unicelulares, a reprodução celular é responsável pela perpetuação da espécie; já em seres pluricelulares, ela proporciona crescimento e reposição de células mortas.

Durante o ciclo da vida de uma célula, distinguem-se várias fases. As mais importantes são as seguintes:

  • Interfase – é a fase em que a célula realiza suas atividades normais. A célula cresce até atingir um determinado tamanho e, no final, prepara-se para sofrer divisão.
  • Divisão celular – nessa fase, a célula divide-se e gera duas células-filhas. O processo recebe o nome de mitose e reparte o material genético em duas partes iguais. Assim, cada célula-filha tem os mesmos cromossomos e a mesma informação genética.

A divisão celular e o DNA

Durante a interfase, o DNA encontra-se no núcleo, na forma de fibras muito longas e finas. O conjunto de todas essas fibras constitui a cromatina.

Mas quando se aproxima o momento da divisão celular, a célula duplica o DNA. A partir de cada molécula de DNA, forma-se outra nova e idêntica, num processo denominado replicação.

Mais tarde, durante a divisão celular, a cromatina se condensa e as fibras enrolam-se de maneira muito compacta. Desse modo, formam-se os cromossomos.

No início da divisão celular, cada cromossomo tem duas metades idênticas, chamada cromátides. As duas cromátides têm exatamente a mesma informação genética, que foi duplicada no processo de replicação do DNA durante a interfase.

Mitose

A mitose é um processo próprio das células eucarióticas por meio do qual os organismos unicelulares se dividem, assim como as células dos seres pluricelulares.

Ela consiste na divisão do material hereditário de uma célula-mãe para duas células-filhas, de modo que ambas tenham o mesmo número de cromossomos que a célula-mãe.

Na mitose, distinguem-se quatro fases:

  • Prófase
  • Metáfase
  • Anáfase
  • Telófase.

1.Prófase

A cromatina, que já se duplicou por meio da replicação, começa a se condensar e os cromossomos vão se tornando visíveis aos poucos.

O envoltório nuclear fragmenta-se até desaparecer. Os centríolos começam a se separar, migrando em direção a polos opostos. Entre eles forma-se uma conexão por meio de filamentos, o que constitui o fuso acromático.

2.Metáfase

Os cromossomos condensam-se totalmente. Ainda apresentam material genético duplicado. Esses cromossomos são formados por duas células cromátides e estão na parte central da célula, ligados a filamentos do fuso.

3.Anáfase

Os cromossomos separam-se na região do centrômetro (que se duplicou na metáfase).

Dessa forma os cromossomos-irmãos gerados com a separação das cromátides dirigem-se para polos opostos da célula.

Como os cromossomos-irmãos são idênticos para cada parte da célula em divisão, é enviada a mesma informação genética.

4.Telófase

O material genético chega às proximidades dos centríolos. O fuso é desagregado e a carioteca, reorganizada. Os cromossomos descondensam-se e forma-se novamente a cromatina.

Durante a telófase, ocorre a divisão do citoplasma da célula original, completando a formação das duas células-filhas.

Portanto a divisão do citoplasma recebe o nome de citocinese. Nas células animais, ocorre por estrangulamento a partir da superfície, em células vegetais, forma-se uma parede divisória em direção à periferia.

Aprofunde os estudos sobre meiose

A meiose é outro tipo de divisão celular que ocorre durante o processo de reprodução sexual dos seres eucariontes.

A primeira etapa dessa reprodução é a produção de gametas. Os gametas são células haploides, isto é, apenas um conjunto cromossômico. São produzidos em órgãos especiais a partir da divisão celular da meiose.

A meiose envolve duas etapas. A primeira divisão meiótica e a segunda divisão meiótica.

O processo inicia-se com uma célula que tem dois cromossomos e resulta em quatro células-filhas, cada uma com n cromossomos.

A célula replica seu DNA, de modo que seus cromossomos passam a apresentar duas cromátides. Os cromossomos vão se condensando e os homólogos se unem, formando-se n pares de cromossomos.

Na metáfose I, os pares de homólogos encontram-se na parte central da célula. Na anáfase I, cada cromossomos de um par dirige-se a um polo da célula. Na telófase I, os cromossomos não chegam a descondensar. Em cada polo da célula ficam n cromossomos, cada um deles com duas cromátides.

A segunda divisão meiótica começa logo que termina a primeira. Trata-se de um processo bastante parecido com a mitose. A anáfase II inicia-se com duas células com n cromossomos, sendo obtidos quatro células com n cromossomos.

Enem

Estude mais profundamente a divisão celular, pois o tema tem sido bastante cobrado nos vestibulares e no Enem.

Bons estudos!

O que você achou?

Escrito por Redator Especialista em Biologia

Redator especialista em Biologia no Guia do Ensino.

Caso encontre um erro, violação de direitos autorais ou queira enviar um feedback/sugestão, utilize o e-mail: [email protected] para contato.

Comentários

Deixe uma resposta

Carregando...

0

Recursos hídricos: bacias hidrográficas e seus aproveitamentos

Veja as principais medidas de tendência central