in

Razão e proporção: entenda melhor esses conceitos

Razão e proporção são utilizadas para realizar comparações ou estabelecer igualdade entre grandezas diferentes. Sendo assim, a razão realiza a comparação e a proporção faz a igualdade

Você sabe o que é razão e proporção? Na matemática, a razão estabelece uma comparação entre duas grandezas, ou seja, apresentando o coeficiente entre dois números. Enquanto que a proporção é determinada pela igualdade entre duas razões, ou ainda, quando duas razões possuem o mesmo resultado.

Assim, a razão está relacionada com a operação da divisão. Desse modo, é bom ressaltar que duas grandezas são proporcionais quando formam uma proporção.

Embora não nos demos conta, utilizamos todos os dias os conceitos de razão e proporção, como quando preparamos uma receita, por exemplo, já que utilizamos certas medidas proporcionais para selecionar os ingredientes. Afinal, a matemática está presente em tudo, mesmo quando não percebemos isso claramente. Então, vamos entender os conceitos?

Entendendo a “Razão”

As razões são utilizadas quando desejamos realizar uma comparação entre duas grandezas. Sendo assim, quando dividimos uma grandeza por outra estamos comparando a primeira com a segunda.

Em outras palavras, quando temos duas grandezas a e b, a razão entre ambas, com b diferente de zero, é o quociente entre a e b: a:B ou:

razão

Veja por exemplo:

Sendo:

a = 18 

b = 12

Então, qual a razão entre a e b?

razão exemplos

mas

razão exemplos

Que, em suma, são todas razões equivalentes.

Desta forma, primeiramente dividimos por 2, o menor número possível (com exceção do 0 e 1), onde há numerador e denominador. Após, dividimos o resultado da divisão anterior por 3, que era o mínimo possível que podíamos dividir no que se refere ao numerador e ao denominador.

Temos assim: a:b = 3:2 ou 

razão exemplos

Entendendo “Proporção”

A proporção, por sua vez, é a igualdade entre duas razões, ou seja, quando ocorre equivalência entre elas. Sendo assim, se dissermos que as razões:

proporção

São iguais, é o mesmo que dizer que elas formam uma proporção.

Propriedade fundamental da proporção

Contudo, quando se trata das propriedades fundamentais da proporção, é certo dizer que:

“O produto dos meios é igual ao produto dos extremos”.

Essa propriedade é denominada de multiplicação cruzada.

Sendo assim, podemos escrever:

proporção

Contudo, dizemos que a e d são os extremos da proporção e b e c são os meios da proporção.

Ainda levando em consideração o conjunto dos números reais, podemos concluir algumas equivalências entre as proporções. Portanto, para:

proporção

Com a, b, c, dR*, temos que:

propriedade fundamental da proporção

Veja, por exemplo:

As razões:

18 sobre 12 e 3 sobre 2

são equivalentes, logo determinam uma proporção. Então: 12 x 3 = 18 x 2.

Veja, por exemplo:

Determine o valor de x na proporção:

razão e proporção

Neste caso, para resolver o enunciado e encontrar o valor de x na proporção, precisamos utilizar regra de três simples. Assim, pela relação fundamental, temos:

razão e proporção

Sendo assim:

X = 42.

Vejamos alguns exemplos

Conhecendo alguns exemplos básicos sobre razão e proporção

Exemplo 01 – Qual a razão entre 40 e 20?

40 sobre 20 igual a 2

É importante lembrar que em uma fração, o numerador é o número acima e o denominador, o de baixo.

Razão e Proporção

Desta forma, se o denominador for igual a 100, temos uma razão do tipo porcentagem, também chamada de razão centesimal. Além disso, nas razões, o coeficiente que está localizado acima é chamado de antecedente (A), enquanto o de baixo é chamado de consequente (B).

Razão e Proporção

Exemplo 2 – Numa sala há 10 mulheres a mais do que homens. Se a razão entre o número de mulheres e o número de homens é de 3 para 2, determine o total de alunos dessa sala.

Vejamos a resolução;

  • Número de homens: x
  • Número de mulheres: x + 10

Sendo assim, então, teremos:

8778.png

Resultado: Desta forma, para a resolução, há 20 homens e 30 mulheres e o total de alunos é 50.

Estudando razão e proporção para o Enem

Em suma, a matemática é uma das provas mais temidas pelos estudantes que estão se preparando para o Enem. Assim, razão e proporção são conteúdos clássicos de Matemática que caem todo ano no exame, assim como  nas maioria dos vestibulares  concursos públicos.

Sendo que são cobrados não só nas questões de matemática e física, mas também nas avaliações de geografia, química e biologia, pois podem ser aplicadas para resolver diversos tipos de problemas. Então, aproveite e acompanhe nossos exercícios resolvidos:

Exercícios resolvidos sobre razão e proporção

Questão 1

(PM SP 2012). Uma pessoa comprou determinado volume de suco de uva, bebendo 200 mL desse suco por dia. Se essa pessoa bebesse 150 mL por dia, com o mesmo volume comprado, poderia beber suco de uva por mais 5 dias. O volume de suco de uva, em litros, comprado por essa pessoa foi

a) 2

b) 2,5

c) 3

d) 3,5

e) 4

Resolução

Quando a pessoa toma 200 ml de suco por dia temos:

x/200 = y

x = 200y

Onde x é a quantidade de suco comprada e y a quantidade de dias que o suco dura nessas condições.

Quando a pessoa passar a tomar 150 ml de sucos por dia teremos:

x/150 = y + 5

x = (y + 5).150

x = 150y + 750

Igualando as duas equações:

200y = 150y + 750

200y – 150y = 750

50y = 750

y = 750/50

y = 15

Como x = 200y

x = 200.15 = 3000 ml = 3 litros

Resposta: C

Questão 2

(Bombeiros ES 2011 – Cespe). Os salários mensais de Carlos e Paulo são diretamente proporcionais aos números 23 e 47, respectivamente, e somam R$ 7.000,00. A respeito dessa situação hipotética, julgue os itens a seguir.

a) O salário de Paulo é inferior a R$ 4.600,00.

b) O salário de Carlos é superior a R$ 2.200,00.

Resolução:

Se considerarmos:

P = salário de Paulo

C = salário de Carlos

Carlos e Paulo são diretamente proporcionais aos números 23 e 47 é equivalente a:

C/P = 23/47

47C = 23P

Carlos e Paulo somam R$ 7.000,00 é equivalente a:

C + P = 7000 – C = 7000 – P

Substituindo a segunda na primeira:

47(7000 – P) = 23P

329000 – 47P = 23P

329000 = 23P + 47P

70P = 329000

P = 329000/70

P = 4700

Assim,

C = 7000 – P – C = 7000 – 4700 – C = 2300

Respostas:

a) O salário de Paulo é inferior a R$ 4.600,00. (ERRADO)

b) O salário de Carlos é superior a R$ 2.200,00. (CERTO)

Fonte: Saber matemática.

Confira também esta aula, com exercícios resolvidos sobre “Razão e Proporção”.

Aprenda mais!

Gostou do nosso conteúdo sobre razão e proporção? Então aproveite para conferir também:

Além disso, no Guia do Ensino, você tem acesso aos melhores conteúdos sobre todas as disciplinas, para estudar e se preparar para o seu exame. Então, se inscreva e acompanhe todas as novidades.

Escrito por Redator Especialista em Matemática

Redator especialista em matemática do Guia do Ensino.

Caso encontre um erro, violação de direitos autorais ou queira enviar um feedback/sugestão, utilize o e-mail: matematica@guiadoensino.com.br para contato.

advérbio

Advérbio: tudo que você precisa saber sobre o assunto!

Mais ou mas? Como diferenciar?