in

Primeira Guerra Mundial: tudo o que você precisa saber

Muitos países estavam descontentes com a partilha da Ásia e da África, favorecendo o início da guerra

Soldados na primeira guerra mundial

Um dos principais marcos da história da humanidade, a Primeira Guerra Mundial ocorreu de 28 de julho de 1914 e durou até 11 de novembro de 1918. Também chamada de a “Grande Guerra”, deixou marcas profundas na história mundial.

Como aconteceu a Primeira Guerra Mundial?

Primeiramente, no início do século XX, as principais nações europeias estavam com sérios problemas. Sendo que muitos países estavam descontentes com a partilha da Ásia e da África que ocorreu no final do século XIX.

Com isso, duas grandes nações europeias, a Alemanha e a Itália, descontentes por serem excluídas do processo neocolonial, passaram a lutar pelo que acreditavam ser seu direito. Isso porque outros países, como Inglaterra e França, tinham à sua disposição diversas colônias ricas em matéria-prima para explorar. 

Em suma, neste período as desavenças e insatisfações das nações fizeram com que os países europeus se armassem cada vez mais, competindo em uma corrida bélica, para ver quem possuía o maior poder de fogo.

Consequentemente, isso aumentou o medo e os receios de toda a Europa. Assim, talvez esse tenha sido o principal motivo que deu início à Primeira Guerra Mundial.

Além disso, o acontecimento tornou-se um marco histórico, visto que foi a primeira guerra do século XX e o primeiro conflito em estado de guerra total, ou seja, quando uma nação inteira se mobiliza para o combate.

Motivos que levaram à guerra

Outrossim, como já comentamos, o principal motivo para a Primeira Guerra Mundial foi a inquietação dos países europeus acerca do tratado neocolonial. Houve uma ascensão na Alemanha, que passou a buscar por novas colônias após seu processo de unificação na segunda metade do século.

Como consequência, os países da Tríplice Entente (aliança militar entre o Reino Unido, França e Império Russo) sentiram seus interesses ameaçados pelo crescimento da nação rival.

Contudo, a centelha final para o conflito foi o assassinato de Francisco Ferdinando, então príncipe do império austro-húngaro por um jovem integrante do grupo mão-negra. Tal grupo era contrário à influência Áustria-Hungria. 

Em 28 de julho de 1914, o príncipe realizou uma visita a Sarajevo, capital da Bósnia. A visita foi vista pelos membros do movimento nacionalista como uma afronta o que, em suma, culminou em seu assassinato.

O império Austro-Húngaro não aceitou as decisões acerca do ocorrido e declarou guerra à Sérvia em 29 de julho de 1914, dando sequência a uma série de declarações de guerra em toda a Europa.

Sendo assim, no dia 30 de julho os russos e austríacos mobilizaram seus exércitos em defesa da Sérvia. Por sua vez, a  Alemanha declarou guerra à Rússia em 1º de agosto e, no dia 3, à França. No dia 4 foi a vez do Reino Unido declarar guerra à Alemanha. E assim tinha início a guerra das guerras: a Primeira Guerra Mundial.

Isto posto, os principais motivos para a guerra foram políticos e nacionalistas. Para lhe ajudar a compreender, veja o resumo das principais razões:

  • corrida armamentista;
  • disputas imperialistas;
  • movimentos nacionalistas;
  • alianças políticas e militares.

Principais responsáveis pela Primeira Guerra Mundial

Como já falamos anteriormente os principais responsáveis pelo início da guerra foram os movimentos nacionalistas, sendo:

  • Tríplice Aliança: Alemanha, Áustria-Hungria, Império Otomano e Itália
  • Tríplice Entente: Russia, Grã-Bretanha e França

A Itália aliou-se à Tríplice Entente somente em 1915. Além disso, muitas outras nações se envolveram no conflito durante os anos da guerra. O Brasil, por exemplo, foi aliado da Tríplice Entente.

Onde ocorreram os conflitos?

Imagem das trincheiras da primeira guerra mundial
A segunda fase ficou conhecida como a Guerra das Trincheiras

Os conflitos da Primeira Guerra Mundial aconteceram, em sua maioria, no continente europeu. No entanto ocorreram combates também no Oriente Médio, nas regiões sob o domínio do Império Otomano.

Os principais confrontos, no entanto, ocorreram entre a Frente Ocidental, onde os alemães lutavam contra os britânicos e franceses, e a Frente Oriental, onde os alemães lutavam contra russos e sérvios.

Além disso, os combates podem ser divididos em duas fases:

1 – Primeira Fase

Aconteceu entre agosto e novembro de 1914 e ficou conhecida como a Guerra de Movimento. Neste período o destaque foi para o plano alemão de invasão à França através do território belga. Ele foi chamado de Plano Schlieffen, elaborado por Alfred Von Schlieffen. A intenção era chegar a Paris, capital francesa.

2 – Segunda Fase

Por sua vez, ocorreu entre os anos de 1915 e 1918 e ficou conhecida como Guerra de Trincheiras. Iniciou-se após falhar o plano dos alemães de conquistar Paris. As trincheiras eram corredores subterrâneos que abrigavam soldados e separavam exércitos rivais.

Aliás, o espaço entre elas muitas vezes era bem pequeno e nele eram colocadas barreiras, como arame farpado e sacos de areia para impedir que os adversários avançassem suas tropas.

Contudo, foi também neste período que os alemães utilizaram pela primeira vez armas químicas em batalha. Na Frente Ocidental,  milhões de soldados foram mortos em batalhas como Verdum e Somme. Já na Frente Oriental, em batalhas como a de Tannenberg, os alemães venceram os russos, abrindo espaço para grandes conquistas de território.

Durante os conflitos na Sérvia, a violência também foi muito grande. E no Oriente Médio ocorreu o Genocídio Armênio, resultado da perseguição do Império Otomano contra o povo armênio.

Consequências e final da Primeira Guerra Mundial

Não apenas, como também, se pode constatar através de relatos de sobreviventes, que se tratava de dias sombrios, onde soldados viviam em condições deploráveis, junto a cadáveres e bombas. Também ocorreram muitos combates aéreos na disputa de britânicos e alemães, que deixaram centenas de mortos.

Em si, a guerra deixou um legado de 10 milhões de mortos e 30 milhões de feridos aproximadamente. Sem contar nos danos econômicos, com a destruição de cidades, indústrias e campos agrícolas.

A guerra somente chegou ao fim com o rendimento da Tríplice Aliança, onde Bulgária, Áustria-Hungria e Império Otomano, foram esmagados, restando apenas a Alemanha. O país, aliás, também se rendeu após o fim da monarquia alemã em virtude da destruição da guerra.

Sendo assim, com a Tríplice Aliança rendida, a vitória foi da Entente. Esta última obrigou os países a assinarem o tratado de Versalles. Ele impunha sanções e restrições severas. Tudo isso, mais tarde, levou ao início da Segunda Guerra Mundial.

Onde aprender mais sobre a Primeira Guerra Mundial?

Um evento tão dramático e significativo para a história da humanidade é claro que não poderia deixar de ser contado de diversas maneiras. Assim são diversos filmes e documentários que retratam o evento. Confira alguns:

  • 1917 (2019) – O filme é uma grande produção e  aborda o lado humano da guerra, sem deixar de lado o contexto histórico. Ele ganhou três estatuetas no Oscar 2020: efeitos visuais, mixagem de som e fotografia.
  • Lawrence da Arabia (2014) – O filme vencedor de 7 Oscar é considerado um dos melhores longas históricos de todos os tempos. Aborda o tema das campanhas da península arábica na Primeira Guerra Mundial.
  • Glória Feita de Sangue (1957) – O filme conta a história de quatro soldados franceses que foram executados pelo seu próprio exército. 

Então, se você está se preparando para o Enem, aproveite para estudar também: Segunda Guerra Mundial e Neocolonialismo.

Além disso, siga também nossa página no Facebook e fique por dentro de todos os nossos conteúdos!


O que você achou?

Escrito por Redator Especialista em História

Redator especialista em História no Guia do Ensino.

Caso encontre um erro, violação de direitos autorais ou queira enviar um feedback/sugestão, utilize o e-mail: [email protected] para contato.

Comentários

Deixe uma resposta

Carregando...

0
jovem com cadernos estudando adjetivos

Adjetivos: entenda o que são, suas classificações e flexões

estudo da velocidade através da quantificação do movimento na força aplicada na bola de bilhar

Quantificação do movimento e sua descrição matemática e gráfica