in

Entenda como foi a criação do sistema de fábrica na Europa

Você sabe como se deu a mudança do processo manual para o fabril? Veja como ocorreu a criação do sistema de fábrica e como foi o seu impacto na sociedade.

No século XII, a produção artesanal era realizada por trabalhadores manuais. Portanto, eles detinham o conhecimento e potencial intelectual para o trabalho. Através de suas próprias mãos, com seus próprios instrumentos e conhecimentos técnicos.

Nesse sentido, a produção geralmente era apenas para o consumo. Não haviam relações trabalhistas entre patrão e empregado nem mesmo utilização de trabalho de escravos.

Apesar disso, o domínio sobre as técnicas de produção dos artesãos foram determinantes para o surgimento do capitalismo

Pois, com o desenvolvimento da sociedade feudalista, a produção de matéria prima passou a ser maior.  Isso permitiu que os artesãos aumentassem a venda de seus produtos.

Assim a demanda do mercadorias chamou a atenção dos capitalistas, grandes detentores de capital da Europa. Eles, por sua vez, passaram a demonstrar interesse pela negociação de mercadoria. Dando início ao processo de capitalismo.

Veja como foi o início do sistema de fábrica

O início do sistema de fábrica, o processo de mudança e o surgimento das primeiras fábricas  ocorreram por volta dos séculos XII e XIV.

Os fatos coincidiram com a mudança da  Idade Média para a Idade Moderna. Neste período também surgiu a burguesia na Europa.

Os primeiros capitalistas foram os ingleses. Na Inglaterra, com o crescimento do capitalismo, os comerciantes e negociadores necessitavam de métodos de controle para aumentar os lucros.

Assim, para que pudessem concentrar a mão de obra para a produção, criaram o sistema de fábrica. Nele, os artesãos trabalhavam juntos para produzir, de acordo com a demanda dos patrões.

Esse processo se iniciou através de algumas mudanças conceituais importantes. Vejamos:

  • O tempo passou a ser considerado uma moeda de troca no mercado de trabalho;
  • O trabalho passou de uma atividade de penalização para uma forma de “edificar o homem”. Tendo uma conotação positiva na sociedade;
  • A queda do feudalismo, fez com que muitos camponeses ficassem sem-terra e precisassem do trabalho na manufatura para prover suas famílias.

Essas mudanças foram necessárias para a classe dos comerciantes e negociadores. Assim os trabalhadores inseridos no sistema de fábricas passaram a trabalhar para produzir cada vez mais, sob controle dos negociadores, com o objetivo de gerar lucros.

E foi assim que surgiu o sistema de fábrica, administrado pelos capitalistas que exploravam a mão de obra dos trabalhadores. Esses por sua vez, necessitavam do trabalho para sobreviver.

Por que o sistema de fábrica?

Se analisarmos o que foi presentado até agora, vamos perceber que as mudanças foram necessárias para que os comerciantes pudessem exercer o capitalismo em sua essência, ou seja, como método de obtenção de lucros.

Vejamos alguns motivos para que o sistema de fábricas fosse implantado:

  • Era necessário aos comerciantes controlar o comércio de toda a produção artesanal;
  • Para obter lucros, os comerciantes precisavam que os trabalhadores produzissem durante mais tempo e em uma velocidade cada vez maior;
  • Possibilidade de controle da inovação e tecnologia, a fim de gerar acúmulo de capital;
  • Criar uma organização de trabalho para controlar a mão de obra, estabelecendo o sistema de manufatura.

Com o surgimento das fábricas, surgiu também a manufatura, que reunia uma grande quantidade de operários. Eles trabalhavam, ao mesmo tempo, em um mesmo local, orientados pelo proprietário, no caso o capitalista.

Com a necessidade crescente dos capitalistas de obter cada vez mais lucros, as tarefas foram sendo direcionadas para a repetição.

Assim era possível que o trabalhador melhorasse suas habilidades em uma mesma atividade, ampliando a produção e produzindo com cada vez com mais rapidez.

Dicas Enem

Fique ligado!  O nosso tema de hoje sobre a criação do sistema de fábrica na Europa e transformações no processo de produção, é tema garantido no Enem. Além disso, para que você possa entender a fundo esse contexto, sugerimos estudar em conjunto com os seguintes tópicos:

  • Feudalismo e capitalismo
  • Sistema artesanato e manufatura
  • Revolução industrial

São todos temas complementares e que vão lhe auxiliar a compreender essa fase tão importante da história. Além de ela ser essencial para a forma como vivenciamos o comércio e o capitalismo nos dias atuais.

Saiba mais:

O que você achou?

Escrito por Redator Especialista em História

Redator especialista em História no Guia do Ensino.

Caso encontre um erro, violação de direitos autorais ou queira enviar um feedback/sugestão, utilize o e-mail: [email protected] para contato.

Comentários

Deixe uma resposta

Carregando...

0

Espaços geográficos: a relação entre campo e cidade

Quando usar o por que, porque, por quê e porquê?