in

A Borracha na Amazônia: Entenda o ciclo da Borracha na Amazônia

Conheça, os principais pontos desta faze tão importante para o desenvolvimento do Norte brasileiro.

O ciclo da Borracha na Amazônia: Resumo

Em primeiro lugar, o Ciclo da Borracha remete ao período histórico brasileiro no qual a extração e comercialização do látex era essencial para a economia do Brasil.

A borracha era fabricada do látex, que por sua vez, era obtido da seringueira. Arvore nativa da Amazônia brasileira. Desta forma, no século XIX Manaus tornou-se centro mundial de comercialização da borracha.

O látex era extraído de lugares remotos da floresta brasileira e trazido para Manaus. De lá, era distribuído para a Europa, bem como para os Estados Unidos. Neste período foi proibida a extração de mudas de seringueira, garantindo assim a exclusividade do produto ao Brasil.

Porém, a proibição não foi efetiva e os ingleses conseguiram contrabandear várias mudas para o Sudeste da Ásia. Lá elas puderam crescer até estarem aptas para produzir. Desta forma, a borracha Asiática ganhou o mundo e o preço despencou, em síntese, findando o ciclo da borracha brasileiro.

Economia brasileira e a Borracha na Amazônia

Durante o primeiro ciclo da borracha no Brasil, ocorreu um desenvolvimento nas cidade de Manaus, Porto Velho e Belém. Tudo em virtude, do investimento na extração da borracha.

Salienta-se ainda que, neste período foram instalados redes elétricas, sistema de água encanada e esgoto, museus e cinemas. Todos sob a forte influência europeia.

Durante esse período a Amazônia recebeu grande contingente de nordestinos. Esses trabalhadores vinham para trabalhar na extração do látex e realizavam um trabalho similar aos escravos.

Esses trabalhadores, chegavam aos seringais, endividados com os “Barões da Borracha”, a quem deviam despesas de viagem, e inclusive, as ferramentas utilizadas para a extração do látex.

Marcos históricos do Ciclo da Borracha

O Ciclo da Borracha, se dividiu em dois ciclos:

  1. Ciclo da Borracha: Ocorreu entre 1879 e 1912, no final do século XIX. Esse ciclo se iniciou em virtude de, a indústria automobilística ter potencializado a utilização da borracha oriunda do látex da seringueira, após o surgimento do automóvel.
  2. Ciclo da Borracha: Por sua vez, ocorreu entre os anos de 1942 a 1945, durante a Segunda Guerra Mundial, mas não durou muito tempo. Em virtude de a Ásia ampliar o seu mercado, logo o Brasil perdeu completividade.

Após a Segunda Guerra mundial, surgiu a borracha sintética. Essa por sua vez, produzida através de derivados de petróleo, fazendo com que o preço do látex caísse ainda mais.

Responsáveis pelo Ciclo da Borracha no Brasil

Os personagens principais do Ciclo da Borracha no Brasil, foram o jovem coronel e engenheiro Eduardo Ribeiro, que governou o Amazonas ao nascer da Republica brasileira.

Dentre seus objetivos esta a de transformar Manaus em uma cidade urbanizada, e prospera, assim com, as grandes cidades europeias;

Bem como, o italiano Ermanno Stradelli, que trocou a comodidade do seu palácio na Itália para viver no Amazonas, e trouxe consigo um vasto acervo literário e etnográfico.

Os Europeus que vieram para a Amazônia neste período, em virtude de realizar a extração da borracha, em geral trouxeram consigo, um pouco da cultura europeia.

Dica para o ENEM

As provas de história sempre são permeadas com conceitos sobre a economia brasileira, passando pela era colonial, complexo açucareiro e se não bastasse pelo ciclo da borracha.

Então, se você está se preparando para o ENEM, não deixe de conferir também os temas que caem na prova de história:

  • Complexo Açucareiro
  • Brasil colonial
  • A mineração no período colonial
  • Criação no sistema de fabricas na Europa e transformações no processo de produção

Todos esses temas, e muitos outros você encontra aqui mesmo no Guia de Ensino.

Não deixe de conferir!

O que você achou?

Escrito por Redator Especialista em História

Redator especialista em História no Guia do Ensino.

Caso encontre um erro, violação de direitos autorais ou queira enviar um feedback/sugestão, utilize o e-mail: [email protected] para contato.

Comentários

Deixe uma resposta

Carregando...

0

Movimento Barroco

Noções de ordem de grandeza