in

Enem 2019 – guia completo para mandar bem

Confira informações completas sobre o que fazer antes, durante e depois do exame

jovens sorridentes para fazer o Enem 2019

Está chegando a hora! O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 será aplicado nos dias 3 e 10 de novembro para 5,1 milhões de estudantes. Para ficar por dentro de tudo sobre o exame, leia este artigo com dicas valiosíssimas!

Primeiramente, o Enem é a porta de entrada do ensino superior. Portanto, com as notas do exame, você pode ingressar na faculdade dos seus sonhos através de cinco maneiras:

  • Sisu;
  • Prouni;
  • Fies;
  • Universidades particulares que usam o exame como critério de seleção;
  • Universidades de Portugal que adotam a nota para acolher novos alunos.

Só para lembrar, o Sisu (Sistema de Seleção Unificada) é o programa do Ministério da Educação (MEC) que utiliza as notas do Enem 2019 para oferecer vagas em faculdades e universidades públicas.

Prouni e Fies

O Prouni (Programa Universidade para Todos) é voltado para a oferta de bolsas integrais e parciais a alunos aprovados no Enem 2019.

Enquanto isso, o FIES (Fundo de Financiamento Estudantil) financia as mensalidades das instituições de ensino superior particulares.

Ah, e para não esquecer, desde 2017, a aprovação no Enem não é mais usada para certificar alunos que não concluíram o ensino médio. Essa função cabe agora ao Encceja (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos).

Fique atento às datas e horários do Enem 2019

Como você viu no início deste artigo, as provas ocorrerão nos dias 3 e 10 de novembro, ou seja, no primeiro e no segundo domingo do mês.

Desse modo, os portões abrem às 12h e fecham, impreterivelmente, às 13h, conforme horário de Brasília-DF.

Assim, as provas iniciam às 13h30 e vão até as 19h, no primeiro dia, e até as 18h30, no segundo dia. Todavia, após as duas primeiras horas você pode deixar o local de prova com autorização do fiscal.

Só para citar, os participantes que solicitaram adição de tempo terão uma hora a mais para encerrar a avaliação, nas duas etapas. Assim como os deficientes auditivos, que tiveram o pedido de vídeoprovas em Libras, terminarão o Enem 2019 às 21h, no dia 3, e às 20h30, no dia 10.

Saiba como consultar os endereços das provas

Então, o Enem 2019 será realizado em 10.134 locais de prova espalhados pelas 27 unidades federativas.

Portanto, para consultar o seu lugar de prova basta acessar o site do Enem e colocar CPF e senha para entrar no sistema.

No mesmo link, o candidato pode verificar outras informações sobre a sua inscrição, como a prova do idioma escolhido.

Veja quem poderá fazer a prova

Como você viu, 5,1 milhões de pessoas estão inscritas para prestar o Enem 2019.

Aliás, o exame é aberto a todas as pessoas, mas há algumas condições especiais. Veja:

  • Presos: adultos e adolescentes em medidas socioeducativas, seguindo um edital à parte, com locais e datas diferentes;
  • Gestantes e lactantes: a lactante pode inclusive amamentar o bebê, que ficará com um adulto numa sala à parte, desde que tenha marcado essa opção no momento da inscrição;
  • PcD: Pessoa com Deficiência também deve marcar esta opção na inscrição. Entre as deficiências, podem estar: cegueira, deficiência física, surdez, dislexia, autismo, entre outras;
  • Hospitalizados: pessoas em situação de “classe hospitalar”, ou seja, que estejam estudando enquanto estão internadas, podem fazer a prova se assim tiverem marcado a opção no momento da inscrição.

Confira o que levar nos dias da avaliação

Jovem anotando o que é para levar no Enem 2019

Para quem já fez um concurso ou um vestibular, já está acostumado às regras do que levar e como se comportar no local de provas. Porém, se você é estreante, veja o que levar no Enem 2019:

  • Documento original com foto (não pode ser cópia autenticada);
  • Caneta esferográfica preta com tubo transparente;
  • Cartão de Confirmação da Inscrição e a Declaração de Comparecimento que estão no site;
  • É recomendado levar uma garrafa de água de plástico transparente e sem rótulo;
  • Lanche (fruta, barra de cereal ou bolacha), de preferência, em embalagem transparente;

Não se esqueça: você pode levar chaves e aparelho celular, mas deve guardá-los no saquinho fornecido pelo fiscal. Além disso, não leve borracha, régua ou folha de rascunho, porque seus usos não serão permitidos.

Sobre as provas e número de questões no Enem 2019

Para você que está com a matéria na ponta da língua, vamos ver as provas de cada etapa?

Dia 3 de novembro:

Redação, Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias. São, ao todo, 90 questões objetivas e 1 discursiva (redação).

Dia 10 de novembro:

Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias. Assim como na primeira etapa são 90 questões objetivas.

Possíveis temas da prova de Redação

Seja qual for o tema, é bom ficar atento, pois você não pode zerar na Redação, caso contrário, não poderá se inscrever no Sisu e no Prouni. Também evite erros que possam anular a sua prova.

Veja nossas dicas:

  • Texto deve ser escrito em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo;
  • Faça uma letra legível;
  • Palavrões, desenhos e símbolos anulam a prova;
  • Texto inferior a 7 linhas fazem você zerar na prova;
  • Não escreva seus dados de identificação no local destinado ao texto da Redação para evitar que a prova seja zerada.

Mas você deve estar superansioso com o tema da redação do Enem 2019, não é mesmo? Certamente, a avaliação será pautada na atualidade, nos temas sociais e econômicos.

Então, vamos às dicas!

  • Bullying e violência nas escolas;
  • Crimes ambientais e seus reflexos;
  • Avanço da inteligência artificial no fim da década;
  • Fronteiras agrícolas;
  • Desafios da pátria amada;
  • Combate à corrupção.

Nossa dica é você aproveitar esses últimos dias para treinar a produção de textos. Escolha alguns desses temas e faça uma redação nos moldes do Enem 2019.

Veja os temas que já caíram na Redação

Só para refrescar a memória, veja os temas usados pelo Enem nas provas de Redação dos anos anteriores:

  • 2018: “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”;
  • 2017: “Desafios para a formação de surdos no Brasil”;
  • 2016: “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”;
  • 2015: “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”.

Como fugir dos riscos da eliminação no Enem 2019

Jovem com medo de ser eliminado do Enem 2019

Vamos falar de um assunto mega desagradável? Ser eliminado do Enem 2019!

Portanto, o primeiro risco a ser evitado é chegar atrasado. Os portões fecham às 13h (horário de Brasília-DF). Chegue com antecedência.

Paralelamente, não utilize informações falsas no formulário de inscrição e na documentação apresentada no exame.

É fundamental que o candidato não converse com ninguém durante a prova.

Outro detalhe é não levar nenhum material de rascunho, livros ou apostilas. Além disso, só é permitido levar o caderno de provas nos 30 minutos finais do exame.

Atenção redobrada com relação a equipamentos eletrônicos. Eles podem ser descobertos na revista eletrônica!

Não se esqueça de desligar o celular, retirando a bateria, guardando-o no pacote entregue pelo fiscal antes de adentrar à sala de provas.

Outro detalhe imprescindível: leve apenas caneta preta, de tubo transparente, pois lapiseira, caneta azul ou lápis são motivos de eliminação!

Como não perder o horário nos dias do Enem 2019

Todos os anos existe uma enxurrada de memes dos atrasados do Enem. Você que se preparou para a prova, elimine todos os riscos de atraso. Fique atento!

Desse modo, por mais que as duas etapas sejam à tarde, evite ir em baladas nas vésperas e procure ter uma noite de sono tranquila.

Outra dica é fazer uma visita ao local de provas previamente, para calcular bem o tempo, seja de carro, de ônibus ou de bike.

Outro detalhe: tenha um plano B se for de carro de aplicativo, como Uber, nos dias de provas, já que pode acontecer de não haver carro disponível.

A regra de ouro é: saia de casa com antecedência para estar no local de provas às 12h, ou seja, uma hora antes do previsto. Isso porque as ruas podem ficar congestionadas e causar atrasos indesejados.

Veja como funcionam as notas do Enem 2019

Será que você terá a mesma pontuação no Enem que sua colega que acertou o mesmo número de questões, porém, perguntas diferentes?

A resposta é: não! Isso porque o Enem tem um cálculo de pontuação que se chama TRI (Teoria da Resposta ao Item).

Sendo assim, primeiramente a TRI avalia o nível de dificuldade de cada resposta: fácil, média ou difícil.

Em segundo lugar, a TRI avalia a média de acerto de todos os estudantes que fizeram o Enem.

Já em terceiro lugar, a TRI vai verificar a coerência da sua prova, equilibrando assim o número de questões fáceis com as médias e as difíceis respondidas corretamente.

Desse modo, tem-se uma régua de pontuação, cujo ponto central é a escala 500, na qual você pode atingir uma pontuação superior ou inferior. Enquanto isso a nota de redação segue a variação de 0 a 1000.

Dicas para resolver as questões da prova

Jovem estudando para o Enem 2019

Cada uma das 90 questões da prova do Enem 2019 é importante. Portanto, você terá, em média, 3 minutos para resolver cada pergunta.

Mas é comum você gastar mais tempo com questões mais difíceis. Portanto, a melhor coisa a se fazer é resolver primeiramente os itens mais fáceis, para garantir o acerto, e deixar as mais difíceis para o final.

Outra dica é você ler a questão, primeiramente, antes de ler o texto. Isso ocorre porque muitas vezes você já consegue matar a pergunta sem precisar ler o texto inteiro. Assim, você ganha tempo para responder as perguntas mais difíceis.

Monitore o tempo durante a realização da prova

Um dos desafios de uma prova do porte do Enem é controlar o tempo. Isso porque você não pode usar relógio e tem que ficar na dependência da anotação do aplicador na lousa.

Então, siga o seu ritmo, mas procure ser rápido, mantendo o foco. Lembre-se que ainda é preciso reservar alguns minutos para preencher o caderno de respostas.

Veja as principais novidades do Enem 2019

O Enem 2019 vem com algumas novidades nesta edição. Entre elas está a inclusão de universidades estrangeiras.

Isso porque o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), que organiza o exame, firmou parceria com 42 instituições de ensino superior de Portugal.

Assim, os alunos aprovados no Enem podem se candidatar ao processo seletivo dessas universidades e, portanto, saírem na frente em busca da vaga na graduação.

Entre as instituições estão: Universidade de Coimbra, Universidade de Algarve, Instituto Politécnico de Leiria, entre outros. Para consultar a lista completa, clique aqui.

Novas regras e a polêmica das “questões ideológicas”

Certamente você se lembrou que este é o primeiro Enem do governo Bolsonaro. Por isso, ocorreram outras mudanças. Confira a seguir:

  • Taxa de inscrição passou de R$ 82,00 para R$ 85,00;
  • Inscrições ganharam os robôs Nanda e Beto para auxiliar o processo e deixá-lo mais interativo;
  • Ao final do preenchimento do formulário de inscrição, o candidato pode inserir sua foto;
  • O aplicativo oficial do exame passou a oferecer orientação vocacional;
  • Treinamento a distância das pessoas que irão trabalhar no Enem;
  • A coleta de impressões digitais para o reconhecimento será feita com um nova esponja que pode ser utilizada mais de 3 mil vezes;
  • Os lanches passarão, nesta edição, a ser fiscalizados.

Além disso, o candidato não responderá a “questões ideológicas”, como assim classificou o ministro da Educação, Abraham Weintraub, ou seja, perguntas que possam gerar polêmicas.

Isso porque, em 2018, uma das questões citava o “Pajubá”, que é um dialeto da comunidade LGBT. Na época, a questão foi polemizada pelo presidente Bolsonaro.  

Veja o que fazer nos dias que antecedem a prova do Enem 2019

Candidato do exame fazendo caminhada para relaxar

Calma e concentração são as recomendações de professores nos dias que antecedem a prova do Enem 2019.

Portanto, a dica é diminuir o ritmo de estudos e focar nos resumos. Se você ficou com alguma dúvida mais pontual, pesquise e compreenda o tema antes de ir para o exame.

Além disso, durma bem e se alimente com comida leve para preparar também o seu estado físico para a avaliação.

Por consequência, procure evitar simulados na véspera, bem como os comentários sobre o exame nas redes sociais.

Então, como há um intervalo de uma semana entre uma etapa e outra, procure estudar os resumos das disciplinas que cairão no primeiro dia (3 de novembro) e, na sequência, os do segundo dia (10 de novembro).

A importância do descanso antes do exame

Foram horas e horas de estudo, mas você está quase lá! Lembre-se de descansar, fazer alguma atividade prazerosa, como uma caminhada com o cachorro, ou tomar aquele sorvete com os amigos!

Portanto, nas horas que antecedem a prova, seja na primeira ou na segunda etapa, procure fazer algo que não se refira à prova, pois sua mente precisa estar preparada para responder à maratona de perguntas.

O grande dia chegou: e agora?

O dia da prova do Enem finalmente chegou! E agora? Embora a prova seja no período da tarde, acorde cedo. Faça um momento de relaxamento, ore ou medite e se alimente.

Então, separe com antecedência a caneta preta, a garrafinha de água, o lanche e, principalmente, o documento de identidade.

Consulte a previsão do tempo, pois certamente fará calor, mas pode chover e é bom ser precavido.

Antes de mais nada, não leve objetos proibidos para a prova e siga as orientações do fiscal e do aplicador da prova.

Alimentação antes e durante a prova

Jovem comendo cereal com frutas antes da prova

Procure se alimentar bem para testar seus conhecimentos durante a prova.

Nesse sentido, faça um café da manhã reforçado e um almoço bem leve. Prefira carboidrato, que dá bastante energia, e alimentos integrais. Fuja da comida gordurosa, pois somada ao nervosismo que pode aparecer, podem tirar a sua concentração.

Já na hora da prova, lembre-se que neste ano os agentes vão fiscalizar a alimentação também.

Então, dê preferência por pacotes transparentes. Você pode, por exemplo, consumir uma maçã ou banana, que evidentemente não têm embalagem, ou ainda colocar bolachas e barras de cereais naqueles saquinhos transparentes.

Se você é um “chocólatra” pode levar uma barra de chocolate para a prova. Aliás, prefira o meio amargo, pois ele é uma fonte de energia.

Veja dicas de quem seguir nas redes sociais antes e depois da prova

Muitos preferem desinstalar os aplicativos das redes sociais para ter concentração máxima nas vídeoaulas, livros e apostilas.

Mas a internet pode ser uma aliada na preparação para o Enem 2019. Isso porque há vários professores que se dedicam à atualização diária dos seus perfis no Facebook, no Instagram e no YouTube.

Portanto, se você quer ter esse canal a mais para reforçar os estudos, acompanhe nossas dicas de quem seguir nessa reta final:

Débora Aladim

Débora Aladim já escreveu o livro “Redação Infalível” e atualmente é aluna do curso de História. Ela possui mais de 500 mil seguidores no Instagram e 2 milhões no YouTube. Débora costuma fazer postagens com tira-dúvidas sobre temas da História que caem com frequência no Enem.   

Paulo Jubilut

Quer um reforço nos estudos de Biologia? Que tal acompanhar o canal de Paulo Jubilut no YouTube?

Afinal, ele tem mais de 1,7 milhão de inscritos no seu canal, no qual explica, de maneira simples, conceitos como mitose, meiose, divisão celular, entre outros.

Daniel Ferretto

Para desvendar os segredos, ou melhor, as fórmulas de Matemática, o professor Daniel Ferretto utiliza as redes sociais. Ele é policial licenciado e se tornou referência quando o assunto é aulão de Matemática para concursos e vestibulares, especialmente o Enem.

Umberto Mannarino

Nos últimos três anos, Umberto Mannarino passou o início de novembro fazendo a mesma coisa: as provas do Enem. No ano passado, por exemplo, ele tirou 814,3 quando quase gabaritou a prova de Matemática. Seu canal do YouTube é usado para dar dicas e ensinar macetes das ciências exatas. Como ele mesmo chama, também dá orientações como “chutar certo” através do “teorema de chutágoras”.

Descomplica

Existe ainda uma variedade enorme de canais de cursinhos e professores disponibilizando conteúdo gratuito nas redes sociais. Um deles é o Descomplica, com mais de 2,7 milhões de inscritos no YouTube.

No canal, professores de várias disciplinas dão dicas, comentam questões, sugerem o que deve cair na prova e tiram dúvidas dos alunos em aulões e revisões.

Day after: o que fazer depois da prova do Enem 2019

Certamente há inúmeros canais e perfis de gabarito extra-oficial do Enem 2019 na internet.

É claro que você pode consultá-los para diminuir sua ansiedade. Entretanto, o gabarito oficial do Inep sai apenas no dia 13 de novembro (quarta-feira) no site do Enem, no portal do Inep e no aplicativo do Enem.

Para saber os resultados individuais é preciso esperar mais um pouco. Eles saem somente em janeiro de 2020 (a data não foi divulgada), bastando para isso acessar o site do Enem com CPF e senha prontos para serem digitados.

Treineiros

Enquanto isso, os treineiros devem aguardar ainda mais, pois o resultado sai somente em meados de março de 2020.

Assim, com o resultado em mãos, você pode participar dos processos seletivos do Sisu, Prouni, das universidades brasileiras e portuguesas que utilizam a nota do exame e ainda optar pelo Fies.

O Guia do Ensino te acompanhou em toda a sua jornada de estudos, não é mesmo? Então, nos resta agora desejar boa sorte no antes e no durante os dois dias de prova.

O que você achou?

Escrito por Especialista no Educação

Redator especialista em educação do Guia do Ensino.

Lenin e os bolcheviques

Revolução Bolchevique: entenda como ocorreu e seus reflexos

quadro contemporâneo de Picasso

Surgimento da cultura contemporânea no século XX